quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Passos Práticos Para Fazer Uma Massagem Tântrica Nela Hoje

    
Uma das facetas interessantes da filosofia tântrica é a forma como eles enxergam o sexo. O tantra em si possibilita muitas mudanças comportamentais, e não poderia ser diferente na cama. Uma das técnicas utilizadas por eles são as massagens íntimas, chamada de Yoni, no caso das mulheres, e Lingam no caso dos homens

.
Hoje viemos trazer para vocês um roteiro básico para iniciantes que querem praticar um pouco das técnicas em casa com sua parceira. Para começar, prepare as luzes baixas, aquele sozinho esperto, umas velas, enfim, tudo o que tiver em mãos para criar um clima relaxante. Tenha também em mãos um óleo de massagem, de preferência neutro (como de semente de uva, por exemplo), para realizar o processo.
 1. Com ela deitada e já sem roupa, coloque uma quantidade legal de óleo de uva nas mãos e e vá fazendo uma massagem de baixo para cima nas coxas dela, usando uma pressão média, movimentos lentos, circulares e contínuos. Esses movimentos ajudam a estimular os líquidos dessa parte do corpo, facilitando a circulação.
 2. Repita o mesmo procedimento na virilha e na pélvis, sempre com um movimento longitudinal.
 3. Com o polegar, faça uma fricção transversal em toda a extensão do nervo do clitóris. Lembre-se: a parte externa que você vê é somente a ponta. Tente ir seguindo o nervo até onde conseguir, sempre massageando-o com cuidado. Evite tocar na ponta do clitóris ainda.
 4. Faça os mesmos movimentos, como se estivesse “drenando” líquidos dos lábios externos dela. Passe um tempo massageando os lábios, com movimentos suaves e circulares. Esse passo ajuda na produção da lubrificação, processo que é feito pelas glândulas de Bartholin localizadas na região.
 5. Nessa altura, ela deve estar bem lubrificada, sinal de que você pode avançar. Introduza com carinho o dedo dentro dela, bem lentamente, explorando primeiro a lateral direita, depois a lateral esquerda e, por fim, a parte superior interna (que tende a ser mais “inchada” e um pouco rugosa – lá é o famoso ponto G). Quando achar o ponto G dela, fique um tempo a mais lá.
 6. Use um vibrador pequeno (bullet) no clitóris, explorando toda a extensão do nervo clitoriano, até encontrar um lugar que produza disparos energéticos – ou seja, quando perceber que ela está adorando, permaneça lá, indo pelas laterais, rodeando, mas movimentando pouco o vibrador, sempre com uma pressão considerável, mas que não a incomode. Os especialistas nessa massagem recomendam que as pessoas permaneçam nessa etapa por até 40 minutos. No ponto certo, com a pressão certa, há boas chances de ela conseguir chegar, inclusive, a orgasmos múltiplos ou mais intensos do que o normal.

7. Depois dela gozar, se os dois quiserem, vocês podem continuar,  já que a mulher não tem o período de retração que os homens têm e que exige deles um tempo antes de recomeçar o processo. A mulher tem a capacidade de gozar várias vezes na sequência quando bem estimulada.
8. Ao finalizar, espalhe a energia com movimentos leves e contínuos feitos com a ponta dos seus dedos por todo o corpo dela.

Fonte: Casal Sem Vergonha

Nenhum comentário:

Postar um comentário