quinta-feira, 23 de outubro de 2014

10 coisas que você precisa saber sobre sexo depois dos 50

SEX TOYS SÃO OS MELHORES AMIGOS DOS CASAIS COM MAIS DE 50

SEXO FAZ BEM E NÃO DEVE SER NEGLIGENCIADO. PESQUISAMOS 10 ITENS QUE VÃO FAZER VOCÊ MUDAR OS PLANOS PARA HOJE À NOITE...



1. O sexo depois dos 50 anos pode ser ainda melhor do que era no passado
É senso comum que o sexo só melhora com o tempo: ao conhecer a fundo as próprias vontades, gostos e preferências, tudo fica mais interessante. Então esqueça o mito de que a atividade sexual piora com a idade. De acordo com uma pesquisa feita pelo National Council on Aging (Conselho Nacional do Envelhecimento), nos Estados Unidos, 61% dos homens e 60% das mulheres acham que sua vida sexual aos 60 anos é tão ou mais satisfatória do que era aos 40.
Sexo faz bem e não deve ser negligenciado. Pesquisamos 10 itens que vão fazer você mudar os planos para hoje à noite... 1. O sexo depois dos 50 anos pode ser ainda melhor do que era no passadoÉ senso comum que o sexo só melhora com o tempo: ao conhecer a fundo as próprias vontades, gostos e preferências, tudo fica mais interessante. Então esqueça o mito de que a atividade sexual piora com a idade. De acordo com uma pesquisa feita pelo National Council on Aging (Conselho Nacional do Envelhecimento), nos Estados Unidos, 61% dos homens e 60% das mulheres acham que sua vida sexual aos 60 anos é tão ou mais satisfatória do que era aos 40.
PENSE NO QUE VOCÊ DIRIA SE FOSSE COM SUA FILHA? PROTEJA-SE, EM QUALQUER IDADE
2. Não dá para abrir mão dos cuidados
Embora idosos não façam parte do maior grupo de risco para doenças sexualmente transmissíveis, ninguém está a salvo. As estimativas do Centro de Controle de Doenças, nos EUA, indicam que o número de casos de sífilis aumentou 2,7 vezes entre os mais velhos no período de 10 anos. A ocorrência de clamídia aumentou 2,8 vezes, e os casos de HIV dobraram. Por isso o recado é claríssimo: não dá para abrir mão da camisinha. Além disso, faça exames médicos regularmente, e exija o mesmo de seus parceiros.
QUEM DISSE QUE SEXO DEPOIS DA MENOPAUSA PRECISA SER DOLOROSO? RELAXE E APROVEITE
3. Mulheres: sexo não precisa (nem deve!) ser doloroso
A chegada da menopausa traz uma diversidade de sintomas e um deles é a diminuição da lubrificação natural da vagina. Mas há outra consequência da diminuição da produção de estrogênio no corpo que pode levar à dor no sexo: o afinamento e inflamação das paredes da vagina. Isso pode causar, além de dor, até sangramento. A Sociedade Norte Americana da Menopausa indica que entre 17% e 45% das mulheres nessa fase da vida sentem dor ao fazer sexo. Se é o seu caso, use e abuse dos lubrificantes à base de água, que podem ser encontrados em qualquer farmácia. Se ainda assim a dor persistir, converse com seu médico, que poderá indicar tratamentos e exercícios.
ANÉIS PENIANOS, BOLINHAS TAILANDESAS, VIBRADORES, POR QUE NÃO SE PERMITIR? A DIVERSÃO JÁ COMEÇA NA PESQUISA DAS SEXSHOPS

4. Sexy toys podem ser os melhores amigos do casal com mais de 50 anos
Já pensou em levar um brinquedinho sexual para a cama? Saiba que, além de ajudar a apimentar a rotina sexual, eles ainda podem fazer um bem imenso para a qualidade das ereções. A sexóloga Pepper Schwartz, uma das autoras do livro “The Normal Bar” (ainda inédito no Brasil), resultado de uma pesquisa com 100 mil pessoas pelo mundo, explica que os anéis penianos aumentam o fluxo de sangue para o pênis, melhorando as ereções e fazendo-as mais duradouras. Por que não experimentar?
ENFIM, UM MOMENTO EM QUE VOCÊS DOIS VÃO ESTAR NO MESMO RITMO, APROVEITE
5. A sincronia sexual melhora com o tempo
Aos 20 e poucos anos, os homens estão no auge da empolgação sexual, e querem muito sexo, e o tempo todo, o que às vezes é exaustivo para as mulheres. Aos 30 e poucos anos, é a vez da libido da mulher estar no auge – justo quando os homens começam a sossegar. Parece que homens e mulheres de idades parecidas nunca vão entrar em sincronia? De acordo com o educador sexual Michael Castleman, autor do livro “Great Sex” (inédito no Brasil), é depois dos 50 anos que os casais entram em harmonia quando o assunto é sexo. Ele leva mais tempo para se excitar e os dois podem aproveitar preliminares gostosas, feitas com dedicação e sem pressa.
PENSE EM SEXO AO LONGO DO DIA E COMPARTILHE COM SEU PARCEIRO. À NOITE, SINTA A DIFERENÇA

6. A tecnologia pode melhorar a vida sexual
E não estamos falando apenas dos brinquedinhos sexuais, que ficam cada vez mais sofisticados e tecnológicos. Estamos falando de uma prática muito comum que foi batizada, em inglês, de “sexting” – uma mistura das palavras “sex” e “texting” - enviar mensagens de texto, foto e vídeo, pelo celular, com intenções sexuais. É a versão moderna daquele telefonema apimentado no meio da tarde, sugerindo o que vai acontecer quando vocês se encontrarem depois do trabalho. Experimente trocar mensagens apimentadas durante o dia e veja o que acontece quando vocês se encontrarem.
AINDA MAIS UMA BOA RAZÃO: SEXO FAZ BEM PARA A SAÚDE
7. O sexo é melhor para quem está com a saúde em dia – mas também melhora a saúde
Primeiro as más notícias: pressão alta, colesterol aumentado, diabetes, problemas cardíacos... nada disso faz o sexo ser melhor, muito pelo contrário. Às vezes a doença prejudica a libido e às vezes a culpa é dos remédios, que prejudicam a ereção. A boa notícia é que fazer sexo melhora a saúde! De acordo com pesquisas, fazer sexo diminui a pressão sanguínea, o risco de ataques do coração e, para os homens, pode reduzir até as chances de ter câncer de próstata. Segundo estudo da Universidade de Harvard, homens que ejaculam com frequência – pelo menos 21 vezes em um mês – têm menos chance de ter câncer de próstata do que os outros, com menos atividade sexual.
TROQUE A DOR DE CABEÇA POR...SEXO!


8. Para as mulheres, sexo pode aliviar dores
Se dor é um problema na sua vida cotidiana, talvez exista um remédio mais eficiente do que os que se encontra na farmácia. Sexo pode diminuir dores, como as de cabeça, nas costas e muitas outras. Estudos da Universidade Rutgers mostram que nem é necessário chegar ao orgasmo: a mera estimulação vaginal libera hormônios no organismo que reduzem as dores, como um analgésico natural.
SEXO TAMBÉM AJUDA A DORMIR MELHOR. QUE TAL UMA BOA NOITE DE SONO?
9. Quer dormir melhor? Aposte no sexo
Toda relação sexual faz com que o organismo libere muitos hormônios no sangue. Alguns ajudam a lubrificar a vagina, outros diminuem as dores, e ainda há o que ajuda as pessoas a dormirem como bebês depois de uma boa transa. Segundo estudos da Universidade de Yale, o sexo aumenta a produção de oxitocina e diminui o cortisol, o que leva o corpo a relaxar e faz o sono ser ainda mais gostoso.
FAZER SEXO É A MELHOR RECEITA PARA CONTINUAR... FAZENDO SEXO. NÃO ABRA MÃO DESSE PRAZER
10. Quanto mais, melhor
Sabe aquele ditado, “a prática leva à perfeição”? No caso do sexo, faz todo o sentido. Quanto mais sexo você fizer, melhor vai ser a próxima relação sexual. Isso porque fazer sexo aumenta a libido, melhora a forma física, faz o sangue circular e, para as mulheres, aumenta também a lubrificação vaginal, de acordo com a ginecologista Lauren Streicher, autora do livro “Love Sex Again” (inédito no Brasil). Por isso, não abra mão do sexo na sua vida: seja com um parceiro fixo, com namorados eventuais ou mesmo pela masturbação, vale a pena encontrar um espaço para o sexo na agenda

Nenhum comentário:

Postar um comentário