quarta-feira, 9 de agosto de 2017

13 passos para saber se você tem um sexo de tirar o fôlego



Muito se fala de noite inesquecível, transa maravilhosa, sexo sensacional. Mas quais os ingredientes que são necessários para ter o prazer máximo na hora H?
A especialista em sexualidade do programa Mulheres Bem Resolvidas, Cátia Damasceno listou 13 passos para se ter uma sexo literalmente bem feito!

1º Iniciativa – Isto é muito importante! Primeiro de tudo tem que ter iniciativa. Um dos sinais que a vida sexual é saudável é quando a mulher e seu parceiro tomam a iniciativa na hora da cama e demonstram claramente que estão com vontade, e desejam um ao outro. É claro que, quando eu falo em tomar a iniciativa, não necessariamente significa que alguém tenha que pular em cima do outro com unhas e dentes, mas que com o passar do tempo o casal se conhece e identifica os sinais que o parceiro demonstra quando está afim.

2º Frequência sexual – Muitas pessoas me perguntam sobre a frequência ideal do sexo. Na verdade não há. Tem casais que se satisfazem com uma transa por semana, gente que precisa de um pouco mais. O desejável é conversar sobre isso com o parceiro e estar feliz e satisfeita.

3º Preliminares – Muita gente acha que preliminares são apenas 3 ou 4 minutinhos que só serve para “pegar nas coisas”. Não, gente! Preliminares são atos sexuais que antecedem o sexo e preparam todo o clima para a hora H. Para as mulheres é algo fundamental para ficar mais relaxada e conseguir se entregar com tesão para a transa. Beijo, toque nas zonas erógenas, uso de brinquedos eróticos, massagem, sexo oral, masturbação. Tudo isso pode ser usado durante as preliminares. Deixe a imaginação fluir e aproveite!

4º Com língua - Sexo oral bem feito tem que ser com vontade. Diversos bloqueios podem prejudicar essa hora que deve ser de muito tesão. Medo de fazer errado, nojo, dificuldade de excitação de si mesmo... Mas já está mais do que na hora de superar essas barreiras e entender melhor tanto o seu corpo quanto a sua capacidade de proporcionar prazer. Você, como mulher bem resolvida, precisa lembrar-se constantemente que é dona do próprio corpo e capaz de decidir o que tem vontade!

5º Liberdade na cama – O casal tem que ter a liberdade de falar abertamente de sexo e conversar o que gostam, pedir o que tem vontade e falar se há algo incomodando. Portanto, solte-se na cama! A mulher tem que ir atrás do seu prazer e o sexo não é hora para ter vergonha.



6º Massagem tântrica – Esta prática existente há mais de 5 mil anos tem o objetivo de estimular o autoconhecimento e assim o próprio prazer com alcançando o prazer mais intenso. Por meio de estímulos corporais que expandem a energia orgástica, a massagem tântrica desenvolve o lado terapêutico do prazer. Uma dica para iniciar hoje essa prática, escolha um óleo de massagem que provoque a sensualidade. Crie também um clima para a massagem, com luz baixa e uma música relaxante.

Com seu parceiro deitado de bruços, massageie o corpo dele dos pés até a nuca, controlando também sua respiração. Os movimentos devem estimular as zonas mais sensíveis e erógenas, como virilha, bumbum, coxas e orelhas. Faça tanto movimentos mais fortes quanto toques leves com as pontas dos dedos.

7º Posições sexuais – para esquentar ainda mais o clima com parceiro, diferenciar as posições sexuais pode ser uma jogada e tanto. Assim é possível descobrir novas sensações juntos, viver novos desafios e também reforça a intimidade. Uma posição para iniciantes é se ajoelhar ao redor da cabeça do homem para que ele faça sexo oral na parceira enquanto ela conduz os movimentos segurando os cabelos e a nuca do parceiro.

8º Erotismo – Hoje em dia já é mais comum pornografia para mulheres que sentem um pouco de vergonha ou que não se interessam pelos materiais convencionais. O conteúdo erótico estimula a imaginação, as fantasias e inclusive pode ser inserido nas preliminares. Pode ser filme, livro, ou uma conversa erótica. O importante é inovar!

9º Dirty talk – Para quem não conhece “dirty talk” é aquela conversa com “safadezas”. Sexo em silêncio é monótono demais! É preciso dos gemidos para saber como está a temperatura da transa. Mas calma! Se a mulher nunca falou nada de mais ousado no sexo para o parceiro, não pode chegar e chocar, até para não soar agressivo para o outro. Mas é interessante começar aos poucos, colocando algumas palavrinhas, gemidinhos... algumas insinuações ao longo do tempo.

10º Sexo anal – É tabu, eu sei! Mas necessário falar para deixar de ser! Muitas relutam em fazer sexo anal porque acham nojento, algumas têm receio porque imaginam ser dolorido demais, outras tantas simplesmente nem cogitam a hipótese. Mas, acredite, uma mulher que libere e, mais que isso, curta fazer sexo anal, está em vantagem com relação às outras.

11º Mapa sexual - A transa não pode ser somente penetração. Estimular as zonas erógenas tem que estar no roteiro. Pescoço, nuca, parte interna das coxas e antebraço, coluna e costas são lugares que não podem ser esquecidos, seja mulher ou homem.

12º Brinquedinhos – Os brinquedos sexuais podem deixar a relação sexual muito mais prazerosa. Aí é de casal para casal que tipo de acessório usar. Pode ser mais simples como algema se anéis penianos até os mais ousados como como as bolinhas tailandesas e vibradores.

13º Clímax – O orgasmo é o ápice do prazer. Um sentimento de relaxamento profundo e promove sensações diferentes para pessoas diferentes. E como alcançar o orgasmo? Se seguir os 12 passos anteriores não tem erro!




Fonte: Com informações do Mulheres Bem Resolvidas

Nenhum comentário:

Postar um comentário